Passando hoje

Pilates e Treinamento Funcional

segunda-feira, 20 de julho de 2015

No radiador do carro pode colocar apenas aditivo?

DICA DA GATA SPEED UP: O que deve-se entender por “ÁGUA”?

Somente o uso de aditivo não é recomendado em nenhuma hipótese. O componente do aditivo prevê a adição proporcional de água. Essa quantidade pode variar conforme o fabricante e sua função só será eficaz se a formulação estiver em ordem, nesse caso com a devida proporção de água.

Mas, do que estamos falando mesmo?
O radiador de arrefecimento, o radiador pode ser encontrado em todos os veículos que são refrigerados a água. O núcleo do radiador é formado por diversos canais e tubos que formam uma espécie de colmeia, possibilitando a passagem do ar. O radiador é desenvolvido de uma forma que área de contato do equipamento e o ar seja a maior possível, acelerando a troca de calor.
O radiador é instalado na parte frontal do veículo, sendo conectado ao motor por cabos. A passagem do ar pelo radiador tem o objetivo de resfriar o calor do líquido do arrefecimento, que inclusive, tirou o calor de outros equipamentos do automóvel.

Voltando ao assunto...
Como o líquido de arrefecimento é mantido sob pressão dentro do motor, o nível não deve baixar. Se precisar completar o nível a cada semana, é porque o motor está perdendo o fluído de alguma forma, que pode não ser visível.
Nunca complete o nível até a boca do reservatório de expansão do líquido de arrefecimento. Respeite a indicação de nível máximo inscrita em relevo na peça.
Se precisar trocar a tampa do reservatório, observe qual a pressão de funcionamento dela. A tampa contém um válvula que alivia o sistema no caso da pressão aumentar muito, para proteger as vedações do motor. Cada carro tem sua tampa correta.

É água mesmo?
Devemos entender por água o componente H²O. A água que encontramos na torneira, tem diversos outro componentes como flúor e cloro. A água mineral também não é pura e muitas marcas são até radioativas. Confira nas embalagens de água mineral.
Então a água que deve ser usada nos carros é a “água deionizada” conhecida nas oficinas como “água de bateria”, pois a água de bateria possui características não corrosivas, ideal para o contato com as partes metálicas do motor.
Muita gente acredita, até hoje, que a aplicação de aditivo pode corroer partes do sistema de arrefecimento. "Você coloca o aditivo e começam a aparecer vazamentos".
Se você só utilizava água da torneira, a ferrugem acumulada nas peças do motor será removida pelo aditivo; e esta ferrugem acumulada poderia estar impedindo algum vazamento. Quando for removida, prepare-se para o vazamento. Então. aditivo fez a sua parte e limpou o sistema de arrefecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário